Gestión de la información en las revistas de Brasil y Argentina: un análisis de la última década

Resumen

Percibir cómo la gestión de la información está siendo trabajada por las revistas del área auxilia tanto en el crecimiento de la propia área, así como en la de los profesionales que en ella actúan. El objetivo general de esta comunicación fue realizar un análisis minucioso de los artículos de las revistas con estrato Qualis Capes A1, A2 y B1 del área de Comunicación e información, direccionados para la temática de la Gestión de la Información, de Brasil y de Argentina. Con relación a los objetivos específicos, se buscó identificar cuáles son las revistas que más publicaron artículos en la temática; descubrir en qué año hubo un mayor número de publicaciones; conocer quiénes son los autores más productivos; encasillar las palabras-clave más empleadas en los artículos; averiguar los procedimientos metodológicos utilizados y la manera como los textos recuperados están discutiendo la temática gestión de la información, así como sus modelos en estos contextos. En cuanto a la metodología, el artículo es de naturaleza exploratoria con abordaje tanto cualitativa como cuantitativa, a partir de una revisión bibliográfica sobre los temas información y competitividad; gestión de la información; modelos de gestión de la información y, posteriormente, un estudio bibliométrico realizado en los artículos de revistas brasileñas y argentinas en el período de enero de 2007 a enero de 2017. Como resultado, se demuestra que hay una producción considerable sobre la temática, y que se mantiene con el transcurrir de los años. Se considera que existe un interés de los investigadores en cuanto a la importancia de la gestión de la información para el área disciplinar.

Descargas

Los datos de descarga aún no están disponibles.

Biografía del autor

João Arlindo dos Santos Neto, Universidade Estadual de Londrina (UEL) e Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Professor do Departamento de Ciência da Informação da UEL e Doutorando pelo Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da UNESP/Marília
Juliana Cardoso dos Santos, Universidade Estadual de Londrina (UEL) e Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Professora do Departamento de Ciência da Informação da UEL e Doutoranda pelo Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da UNESP/Marília
Natália Marinho do Nascimento, Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Doutoranda pelo Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da UNESP/Marília

Citas

Braga, A. (2000). A gestão da informação. Millenium Internet, Viseu, 19. Recuperado de http://www.ipv.pt/millenium/19_arq1.htm

Beuren, I. M. (2007). Gerenciamento da informação: um recurso estratégico no processo de gestão empresarial. São Paulo: Atlas.

Corsatto, C. A. y Hoffmann, W. A. M. (2013). Gestão do conhecimento e inteligência competitiva: delineamento de estratégias de competitividade e inovação para pequenas empresas. Encontros bibli: revista eletrônica de biblioteconomia e ciência da informação, 18(38), 19-36. Recuperado de https://periodicos.ufsc.br/index.php/eb/article/view/1518-2924.2013v18n38p19/25955

Choo, C. W. (2003). A organização do conhecimento: como as organizações usam a informação para criar significado, construir conhecimento e tomar decisões. São Paulo: SENAC.

Davenport, T. H. (2002). Ecologia da Informação: por que só a tecnologia não basta para o sucesso na era da informação. São Paulo: Futura.

Davenport, T. H. y Prusak, L. (1998). Ecologia da informação: por que só a tecnologia não basta para o sucesso na era da informação. São Paulo: Futura.

Gil, A. C. (2008). Métodos e técnicas de pesquisa social. São Paulo: Atlas.

Kleinubing, L. da S. (2010). Análise bibliométrica da produção científica em gestão da informação na base de dados lisa. RDBCI: Revista digital de biblioteconomia e ciência da informação, 8(1), 1-11. Recuperado de https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rdbci/article/view/1943

Kroeff, M. S. et al. (2015). Análise de citações dos artigos publicados em revistas da área da Ciência da Informação que versam sobre gestão da informação. RBBD: revista brasileira de biblioteconomia e documentação, 11(1), 41-65. Recuperado de https://rbbd.febab.org.br/rbbd/article/view/301/397

McGee, J. y Prusak, L. (1994) Gerenciamento estratégico da informação: aumente a competitividade e a eficiência de sua empresa utilizando a informação como uma ferramenta estratégica. Rio de Janeiro: Campus.

Oliveira, E. F. T. de y Grácio, M. C. C. (2011). Indicadores bibliométricos em ciência da informação: análise dos pesquisadores mais produtivos no tema estudos métricos na base Scopus. Perspectiva em Ciência da Informação, 16(4), 16-28. Recuperado de http://portaldeperiodicos.eci.ufmg.br/index.php/pci/article/view/1299/969

Price, J. D. de S. (1963). Litle science, big science. New York: Columbia University Press.

Santana, G. A. et al. (2014). Indicadores dos grupos de pesquisa da área de Gestão da Informação na Região Nordeste: um enfoque para a colaboração em artigos de periódicos. Em Questão: revista da Faculdade de Biblioteconomia e Comunicação da UFRGS, 20(3), 229-252. Recuperado de http://seer.ufrgs.br/index.php/EmQuestao/article/view/49322/32437

Santos, J. C. y Valentim, M. L. (2015). Gestão da informação em ambientes organizacionais: em foco o setor têxtil e vestuário. Informação e profissões, 4(1), 56-81. Recuperado de http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/infoprof/article/view/23542/17205

Souza, I. G. C. de O. y Duarte, E. N. (2011). Dimensões de um modelo de gestão da informação no campo da Ciência da Informação: uma revelação da produção científica do Enancib. Liinc em revista, 7(1), 152-169. Recuperado de http://www.repositorio.ufc.br/bitstream/riufc/4062/1/2011_art_IGCOsouza.pdf

Valentim, M. L. P. (2004). Em busca da vantagem competitiva. InfoHome, Londrina. Recuperado de http://www.ofaj.com.br/colunas_conteudo.php?cod=87

Valentim, M. L. P. (2013). Ambientes e fluxos de informação em contextos empresariais: o caso do setor cárnico de Salamanca/Espanha. Brazilian journal of information science, 7(especial), 299-323. Recuperado de http://www2.marilia.unesp.br/revistas/index.php/bjis/article/view/3130/2475

Valentim, M. L. P. y Jorge, C. F. B. y Ceretta Soria, M. G. (2014). Contribuição da competência em informação para os processos de gestão da informação e do conhecimento. Em questão: revista da Faculdade de Biblioteconomia e Comunicação da UFRGS, 20(2), 208-230. Recuperado de http://seer.ufrgs.br/index.php/EmQuestao/article/view/48642/32122
Publicado
Oct 9, 2017
Cómo citar
Santos Neto, J., Santos, J., & Nascimento, N. (2017). Gestión de la información en las revistas de Brasil y Argentina: un análisis de la última década. Palabra Clave (La Plata), 7(1), e037. doi:10.24215/18539912e037
Sección
Dossier: Gestión de la información: dilemas y perspectiva

Palabras clave

Gestión de la información; Artículos de periódicos; Modelo de gestión de la Información; Estudio bibliométrico